Ministério cristão ajuda mulheres vítimas de tráfico humano

 

A missão Portas Abertas vem desenvolvendo um projeto que consegue ajudar anualmente entre 150 e 200 mulheres norte-coreanas que foram vítimas de tráfico humano. De acordo com o Christian Today, eles estão fazendo o trabalho de identificação e resgate, oferecendo toda a ajuda necessária para que essas mulheres recomecem a vida.

 

A maioria foi vendida como escrava sexual ou forçada ao casamento do outro lado da fronteira, no nordeste da China. Elas vêm de famílias muito pobres e passaram fome. Algumas testemunharam membros da família sendo presos e até executados pelas autoridades da Coreia do Norte.

Hwa-Young, obreiro da Portas Abertas, comentou sobre as circunstâncias enfrentadas por muitas mulheres norte-coreanas: “Mesmo quando conseguem ser regatadas, ainda experimentam a pressão psicológica e o medo. Elas têm um pouco mais de liberdade aqui na China, mas sua vida nunca mais será a mesma. Além disso, a maioria já foi abusada, tanto na Coreia do Norte quanto na China. Elas passaram por muitas dores”.

 

A missão evangélica, além de pregar o evangelho, está levantando cristãs experientes para ajudar essas mulheres e lhes oferecer assistência psicológica e pastoral.

 

Vindas do país mais fechado do mundo, número um no ranking de perseguição, as norte-coreanas estão vendo suas vidas transformadas pelo evangelho. Cerca de 10 delas estão recebendo treinamento para se tornarem missionárias e poderão ajudar muitas outras que viveram o mesmo tipo de situação que elas.

Fonte: Gospel Prime


POR Priscila Honda   
|   19/01/2017 11:53   

Igreja Batista Central de Brasília

Para falar com nossa equipe preencha o formulário abaixo.