Intolerância religiosa é tema da redação do ENEM 2016

Logo que os portões das escolas foram fechados para o início do segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi divulgado o tema da redação, “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”.

Mantendo a tradição de abordar temas sociais, segundo o INEP, a redação deveria ter, no máximo, 30 linhas. Ela precisa ser desenvolvida “a partir de uma situação-problema e de subsídios oferecidos sob a forma de textos motivadores”.

Nos últimos anos os temas foram polêmicos, com uma clara orientação ideológica “à esquerda”. Ano passado, a redação teve como título “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”. Os alunos deveriam analisar a questão e apresentar uma possível solução. Em 2015, a questão do ENEM mais polêmica, tratava da afirmação “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher”, baseada em um texto da feminista francesa Simone de Beauvoir.

Cerca de 8 milhões de candidatos realizaram a prova neste domingo. Além da redação, responderão a perguntas objetivas sobre Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. São 45 questões de múltipla escolha para cada prova.

Segundo os especialistas, a elaboração de uma redação do ENEM não deve se restringir às ideias apresentadas no enunciado da prova, devendo mostrar algum conhecimento do assunto. Além do quesito forma, onde se leva em consideração questões ortográficas e gramaticais, o candidato precisa ser capaz de elaboração uma “proposta ao problema abordado, respeitando os direitos humanos”.

Conforme era esperado, as religiões afro-brasileiras aparecem como as mais perseguidas no quadro disponibilizado pela comissão que elaborou a prova. Baseado em um índice da Secretaria de Direitos Humanos, com dados entre 2011 e 2014, seriam 75 casos registrados. Em seguida vem os evangélicos com 58 e os espíritas com 27. Os católicos aparecem com 22.

Uma vez que a soma de evangélicos e católicos resulta em 80 casos, seria possível argumentar que, de modo geral, o cristianismo é a religião com o maior índice de perseguição.

 

Fonte: Gospel Prime


POR Priscila Honda   
|   07/11/2016 11:07   

Igreja Batista Central de Brasília

Para falar com nossa equipe preencha o formulário abaixo.